menu

Notícias

Literarte reúne milhares e aquece a economia

Pessoas de todas as idades prestigiam o festival da Cooperativa Educacional de Xingó

Publicado em 01/10/2018

Ascom Sistema OCB/AL

O Literarte, eventos culturais promovidos pela Cooperativa Educacional de Xingó (Coopex), já faz parte do calendário de atividades dos municípios de Paulo Afonso, na Bahia, e de Piranhas, em Alagoas. Cerca de mil estudantes, 90 cooperados e 30 colaboradores pesquisam, estudam e trabalham durante dois meses para materialização dos espetáculos que envolvem música, literatura, expressão corporal, dança e teatro.

Mais de três mil pessoas prestigiam anualmente as apresentações, que buscam sempre se superar no encantamento do público e que impulsionam a geração de renda de uma centena de famílias, aquecendo também o comércio da região.

“Envolvemos mais de vinte costureiras, contratamos serviços de luz, marcenaria, produção de vídeos, fotos, carro de som, fornecedores de insumos como tecidos, cadeiras, estrutura de palco, coreógrafos, alimentos e bebidas, além da movimentação da rede hoteleira, de transportes, restaurantes e vestuário”, explica Jhoni Wlad, diretor secretário da Coopex.

Em Paulo Afonso o Literarte é produzido pelo Colégio Boa Ideia e teve sua 16ª edição realizada em 29 de setembro com o tema “Bahia: todo encanto de sua história”. Já em Piranhas o Literarte é produzido pela Escola Convivendo e terá sua 15ª edição realizada em 04 de dezembro com o tema “A história da televisão”. Ambas as unidades educacionais são administradas pela Coopex, que este ano completa 23 anos.

“A cada edição o evento cresce mais. O projeto iniciou em Paulo Afonso e fez tanto sucesso que expandimos para Piranhas”, explicou Solange Balbis, diretora do Colégio Convivendo.

Carminha, 80, dona de casa, foi especialmente ver a neta Ana Beatriz brilhar em seu último ano do ensino médio. “Meus quatro filhos estudaram aqui e agora os meus netinhos. Eu e minhas amigas nunca perdemos um Literarte. É alegria para crianças até idosos [sic]. Gosto demais desse evento e dessa escola. Como o Boa Ideia não há. É um colégio nota mil”, declarou.

Nathália Evelyn do 7º ano B, 12, destacou o Literarte como o evento mais esperado pelos estudantes dos municípios onde ocorrem e da região. “Reune todo mundo. A entrada é sempre gratuita e nós recebemos amigos de outras escolas e também ex-alunos”.

Ednaldo Pereira, 46, mais conhecido por “Negão do acarajé”, mencionou o prazer de ter sido convidado a trabalhar no evento fornecendo alimento. “O sustento da minha família vem do acarajé, mas a gratificação de apresentar a minha marca em um evento como esse e de ver a nossa cultura sendo preservada é maior que o lucro”, pontuou.

Arleide Gomes, diretora da Coopex, ressaltou: “Agradeço a Deus pelo sucesso de nosso projeto e pela força da nossa união. Agradeço aos cooperados e colaboradores por estarem em cada canto dando o melhor de si para que tudo ocorresse como foi planejado e organizado. Agradeço ainda aos coordenadores e direção pela disponibilidade para resolver os desafios que por acaso pudessem aparecer”.

E continuou “Somos um grupo forte e isso é o que nos motiva a seguir em frente sempre de mãos dadas buscando o melhor para todos. A Coopex hoje é uma empresa na qual muitos gostariam de fazer parte. Estamos sendo copiados e isso faz fortalecer o cooperativismo que é a nossa filosofia. Somos reconhecidos nacional e internacionalmente. Somos Coopex”.

O Literarte tem como parceiros o Sistema OCB/AL*, o Sicoob e a prefeitura de Paulo Afonso.

--

*Sistema OCB/AL – Formado pelo Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Alagoas e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Alagoas.

keyboard_arrow_up